>>, Jeito Target>Transformar conteúdo em aprendizagem criativa: como os talentos Target fazem isso?

Transformar conteúdo em aprendizagem criativa: como os talentos Target fazem isso?

Monotonia, falta de interatividade e tom generalista são características de um conteúdo que não ensina. Isso não cabe em um programa de educação corporativa, no qual sua empresa deseja obter resultados diferenciados.

E que tal investir em aprendizagem criativa?

O trabalho desenvolvido pela Target tem foco na mudança de comportamento por meio de um conteúdo rico em informações, eficiente no modo de transmitir mensagens e totalmente interativo.

Logo, aprender não precisa ser um processo desestimulante. Afinal, estamos falando de melhorias em competências e habilidades das pessoas que alcançam os resultados da sua empresa: os colaboradores.

Como a Target faz isso acontecer? Você vai entender mais neste artigo, leia.

Personalizam a linguagem

Quando desejamos muito alcançar determinado objetivo, pensamos de modo estratégico. Buscamos definições e práticas que viabilizem esse resultado.

No caso da educação corporativa, em que o conteúdo precisa ser efetivo para que os colaboradores possam aprender, os talentos Target têm sempre em mente as necessidades e expectativas dessas personas.

Em marketing digital, a persona é a figura que representa o cliente ideal. Trata-se de um conceito que vai muito além de características demográficas e sociais.

Personas são representações extremamente detalhadas. Dentro do contexto do negócio, é como se você selecionasse um colaborador cujas características, problemas, necessidades e pensamentos fossem iguais aos do coletivo.

Esse conceito é muito diferente do público-alvo e nos leva ao seguinte objetivo: entregar soluções educacionais personalizadas para o negócio.

Entender quem são os colaboradores é essencial para o desenvolvimento do trabalho da Target. A partir desse conhecimento, nossos talentos conseguem criar e direcionar ações estratégicas para conseguir falar com esse público.

Uma dessas estratégias envolve o uso de um tom de voz personalizado — um dos elementos que mais influenciam na efetividade da comunicação.

Cada área de sua companhia tem profissionais que utilizam termos específicos. Portanto, para fazer com que eles entendam uma mensagem, é necessário adaptá-la para essa linguagem e escolher uma forma direta de transmiti-la.

O tom de voz é tão importante que reflete até a personalidade da sua marca. Assim, essa posição clara ajuda e muito na aproximação com o público.

Cria conexão emocional

Aproveitando o gancho do tópico anterior, essa aproximação serve para gerar outro pilar da aprendizagem criativa: a conexão emocional.

Além de dominar os conteúdos que produzimos, nossa equipe busca identificar as necessidades de cada colaborador. A Neurociência explica isso:

Antônio R. Damásio mostra em seu livro, O erro de Descartes, que é comprovado cientificamente que as emoções positivas aumentam a flexibilidade cognitiva, a capacidade de concentração e a atenção ao que é dito.

Quando a empresa oferece aos colaboradores esse tipo de experiência, obtém benefícios que vão além dos resultados esperados.

Pessoas são seres emocionais. Essa é uma questão biológica e cultural. Evoluímos assim. Somos movidos por uma busca por experiências que liberam dopamina — o hormônio do prazer.

Uma das maneiras de se criar conexão emocional por meio da educação corporativa é o storytelling. Essa técnica de contar histórias envolve narrativas que levam o público a refletir. Uma lição de vida, por exemplo, pode transmitir muito conhecimento.

O ser humano deseja se sentir mais seguro e protegido, evitando possíveis ameaças. Ao apostar em um programa de educação corporativa, sua empresa oferece essa tão desejada segurança. Mas é preciso ir além.

Conexões emocionais são capazes de prender a atenção das pessoas e o conteúdo pode torná-las mais autoconfiantes. No entanto, o objetivo deve ser uma aprendizagem criativa — algo que se distancie do modelo tradicional de ensino.

Entrega conteúdo criativo

O trabalho dos talentos Target ainda não acabou. Depois de pesquisar bastante sobre o colaborador, avaliar suas necessidades e criar conexões emocionais, precisamos condensar tudo isso em um conteúdo criativo.

É como se estivéssemos diante do nosso melhor amigo e com o objetivo de explicar algo para ele. Se você conhece bem uma pessoa, sabe quando uma mensagem é capaz de despertar atenção ou passar despercebida, não é verdade?

A criatividade é outro dos nossos diferenciais.

Não acreditamos em conteúdos monótonos, infantilizados ou sem interatividade. Isso é o que você espera de um fornecedor — jamais de um parceiro estratégico como a Target.

Por esse motivo, investimos na criação de soluções de aprendizagem que engajem e alcancem, da forma mais eficiente, o objetivo proposto.

Nossa equipe é composta por profissionais como gerentes de projeto, designers instrucionais, designers gráficos, ilustradores, motion designers, programadores, editores de áudio e vídeo, cinegrafistas, fotógrafos, atores e apresentadores.

Todos esses talentos passam por uma imersão em cada projeto para fazer com que os colaboradores adquiram e aprimorem as habilidades e competências propostas com o treinamento.

Veja como isso é feito:

E-learning

O ensino não precisa ser presencial. O conteúdo do e-learning é repassado por meio de uma plataforma on-line e vem preparado para estimular o autoaprendizado.

Gamification

Já ouviu alguém dizer que é possível aprender brincando? Essa é a proposta do gamification! Por meio dela, os colaboradores participam de jogos e ações interativas que ensinam de um jeito divertido.

Vídeos e animações

A verdadeira aprendizagem criativa também é muito rica em recursos audiovisuais. Sendo assim, a Target investe em conteúdos com bastante vídeos e animações.

Mobile Learning

O colaborador pode acessar o conteúdo do programa de treinamento por meio de um smartphone — a qualquer hora ou lugar. Um podcast, por exemplo, pode ser ouvido a caminho de casa, dentro do carro. Um game corporativo pode ser desenvolvido para celular.

Transforma comportamentos

Velhos mapas não levam a novos destinos. Por isso, o foco do trabalho da Target é a mudança de comportamentos.

Mas isso só acontece por meio da aprendizagem criativa — que desperta o interesse e o potencial de cada colaborador.

Pouco adianta esperar novos resultados de uma equipe que não recebe as ferramentas adequadas. Ou, ainda, de uma equipe que não é estimulada a pensar e agir de um modo diferente. E essa transformação pode ser feita por meio do ensino.

Seguindo conceitos da andragogia (ensino de adultos), os treinamentos desenvolvidos pelos talentos Target se conectam ao contexto de trabalho e são construídos a partir de um relacionamento muito próximo.

A construção conjunta do material garante os melhores resultados e permite uma relação onde conhecemos o negócio, analisamos as necessidades e identificamos indicadores que precisam ser melhorados.

Assim surge a aprendizagem criativa: por meio de intervenções certeiras que proporcionam uma experiência única ao colaborador.

Conheça os nossos cases e saiba como tudo isso é feito na prática.

2019-08-08T15:57:17+00:00agosto 1st, 2019|Educação Corporativa, Jeito Target|0 Comentários

Deixar Um Comentário