>>>Gamification: como os jogos ajudam em tomada de decisão

Gamification: como os jogos ajudam em tomada de decisão

Gamification remete ao uso das mecânicas e características provenientes de jogos para facilitar a aprendizagem das pessoas. No mundo corporativo, pode engajar, motivar e ajudar em processos como o da tomada de decisão.

O desenvolvimento de treinamentos eficazes é um desafio constante, pois não é fácil manter os colaboradores interessados e, além disso, obter os resultados desejados.

Enquanto treinam, muitos colaboradores permanecem dispersos e conectados às preocupações que fazem parte da rotina de trabalho. Por causa disso, uma metodologia inovadora como a gamification vem sendo utilizada com mais frequência.

Conheça a lógica dessa metodologia na formação de novas competências profissionais, especialmente, a tomada de decisão.

Entendendo o conceito de gamification

Esse termo em inglês já possui uma tradução em português: gamificação ou ludificação. Trata-se de usar o poder de transformação da dinâmica dos jogos dentro do contexto educacional — despertando o interesse e o engajamento do público.

Quando um treinamento é baseado em gamificação, utiliza recursos como o sistema de recompensas. À medida que o colaborador avança, obtém recompensas que estimulam a vontade de aprender.

A metodologia de gamification já é utilizada em diversas ações do dia a dia das pessoas. Um cartão de crédito, por exemplo, pode oferecer um valor para o seu cliente toda vez que um amigo entrar para a base a partir de uma recomendação dele.

Ao ver o que a indicação oferece um retorno interessante, ele se engaja para conquistar outros clientes. Essa lógica se aplica à educação corporativa que pode utilizar treinamentos com gamificação.

Recursos tecnológicos ajudam a despertar o interesse do colaborador. Durante sua participação, recebe estímulos para que resolva problemas e tome decisões de forma rápida e certeira.

A mecânica dos jogos contribui para uma melhor tomada de decisão porque também simula os desafios complexos enfrentados pela organização e atende todas as necessidades de aprendizado da equipe.

Quando o assunto é aprendizagem, o que funcionava antes não necessariamente funciona hoje. É neste cenário que a gamificação se encaixa.

Processos gamificados são capazes de estimular a criatividade, porque são lúdicos e dinâmicos. Contribuem para o aumento do engajamento e produtividade — sem deixar de proporcionar uma aprendizagem efetiva.

Gamificação na formação de competências como a tomada de decisão

JOGOS-SIMULACOES from Target Multimídia on Vimeo.

O aprendizado de competências como a rápida tomada de decisão, liderança, trabalho em equipe ou aprofundamento da comunicação, ocorrem no dia a dia, mais precisamente na prática.

São raras as escolhas — independentemente do nível de educação — que contribuem para o desenvolvimento de soft skills, ou seja, competências comportamentais. As pessoas costumam aprendê-las no mercado de trabalho.

O fato é que a organização precisa dessas soft skills para que os resultados desejados sejam alcançados. Por isso, encontram na gamificação uma forma rápida de fixação de conteúdo.

Enquanto métodos tradicionais de ensino focam na teoria, a gamificação coloca o colaborador em um nível mais profundo de conhecimento, no qual ele pode testar o que aprendeu.

Competências como a tomada de decisão são geradas a partir de dinâmicas lúdicas, pois estimulam o colaborador a continuar tentando mesmo que esteja em um desafio difícil de resolver.

Outro aspecto importante da gamificação na formação de competências está na utilização de elementos como regras, narrativa, interatividade e metas para conduzir cada indivíduo à prática.

Regras determinam limites e dão sentido à ação do colaborador, estabelecendo relação entre o que é aprendido e os objetivos organizacionais; já a narrativa traz o elemento lúdico necessário para que o jogador entenda o treinamento; por meio da interatividade, ele percebe que cada tomada de decisão interfere no resultado; e as metas se transformam no patamar necessário que ele precisa alcançar.

Quando um desafio se mostra fácil demais, acaba sendo entediante. Por outro lado, se é muito difícil, pode frustrar o colaborador. Logo, existe um ponto de equilíbrio que facilita a aprendizagem por gamificação: a teoria do fluxo.

Essa teoria explica que um bom jogo consegue equilibrar os desafios, começando com os mais fáceis — que ajudam a fixar a atenção — e aumentando o nível de exigência gradualmente. Isso soa familiar? É a lógica de todo bom jogo!

Benefícios obtidos com o uso da gamification

São muitos os benefícios que podem ser obtidos por meio de gamificação nos treinamentos e programas de desenvolvimento de pessoas. Listamos os principais:

Conhecimento

O colaborador aprende se divertindo. Torna-se mais fácil para ele desenvolver as competências e habilidades a partir do conteúdo gamificado.

Autoconfiança

A gamificação estimula o progresso do colaborador, gerando mais autoconfiança — soft skill necessária para a tomada de decisão.

Produtividade

Mais autoconfiante e com o conhecimento necessário, o indivíduo converte isso em produtividade e alcança resultados ainda melhores.

Trabalho em equipe

O treinamento não precisa ser individual. É possível criar dinâmicas em que mais colaboradores participam, estimulando o trabalho em equipe.

Feedback em tempo real

Pontos positivos e negativos são apresentados em tempo real, pois o treinamento gamificado aponta o que está certo e o que precisa ser corrigido.

Engajamento

Seu colaborador se torna mais engajado e comprometido com os propósitos organizacionais, pois assimilou bem cada um durante o treinamento e consegue visualizar como aplicá-los no dia a dia.

Medição de desempenho

Jogos são ferramentas que permitem medir o desempenho de quem está jogando. Logo, você e sua equipe têm como acompanhar os resultados e fazer ajustes ou dar as orientações necessárias. Também possibilitam mensurar o retorno sobre o investimento em treinamentos.

Quando a gamificação é aplicada do modo correto em seu programa de educação corporativa, cria situações que conduz o colaborador a buscar soluções e ampliar sua capacidade de analisar e decidir.

Então, se você busca melhorar o processo de tomada de decisão entre os membros de sua equipe, considere o treinamento gamificado e encontre um parceiro que domine a metodologia e o foco no resultado que sua empresa deseja.

Gamification é um dos assuntos recorrentes deste blog. Assine nossa newsletter e receba conteúdos atualizados em seu e-mail!

2019-10-25T16:11:00-03:00outubro 24th, 2019|Sem categoria|Comentários desativados em Gamification: como os jogos ajudam em tomada de decisão