>>>Tendências nos treinamentos em 2017

Tendências nos treinamentos em 2017

Vamos falar agora sobre o vídeo interativo

Quem conhece o trabalho da Target, provavelmente já sabe que somos entusiastas dos vídeos em treinamentos corporativos há muito tempo, e estamos sempre atentos em busca de inovações nessa área. Pesquisas indicam que em 2019, 80% do tráfego mundial na internet será tomado por vídeos. Indiretamente, essa tendência crescente vem alterando cada vez mais a forma como as pessoas aprendem.

A primeira tendência que destacamos para 2017 é o vídeo interativo, uma das melhores opções para transformar o aprendizado passivo em ativo. Este é um dos recursos que gerou bastante demanda no ano passado – e tem tudo para continuar sob os holofotes este ano.

Interromper um vídeo para questionar ao empregado sobre aquilo que ele acabou de aprender, ou mesmo colocá-lo à prova para decidir o futuro de um personagem que interage com objetos, cenários e pessoas, pode ser uma das melhores formas de acabar com a monotonia no treinamento e gerar engajamento.

O recurso não é propriamente uma novidade. Em 2012, o YouTube já fazia seus testes com o “Video Questions Editor”, uma ferramenta que permitia a criação de quizes com perguntas de múltipla escolha, em pontos do vídeo previamente determinados.

Interface do “Video Questions Editor”

Hoje, com a chegada do HTML5 e o avanço da tecnologia, as opções são muito mais interessantes e podem gerar resultados impressionantes. Uma destas opções é trabalhar com vídeos interativos, criando narrativas de árvore de decisões, onde o empregado vivencia situações e decide qual a melhor ação a ser tomada naquele momento.

Assim como os vídeos 360° ou a realidade aumentada, os vídeos interativos têm sido muito utilizados no marketing, no mercado musical ou mesmo em games. Mas nos treinamentos corporativos, existe ainda um grande potencial a ser explorado.

No ambiente de Segurança do Trabalho, por exemplo, podemos transformar o vídeo em uma solução gamificada que simula decisões rápidas onde um erro pode ser fatal. Um case muito interessante deste recurso são os vídeos interativos da Lifesaver, onde o aluno tenta salvar vítimas de paradas cardiorrespiratórias. Nestes vídeos, os aprendizes precisam reagir a três situações de emergência – e ainda correr contra o tempo. Ao final, a evolução é avaliada e os resultados podem ser compartilhados em redes sociais como Twitter ou Facebook.

Tente salvar o Jake de uma parada cardiorrespiratória nesse link https://life-saver.org.uk/

Ou então, veja se você se encaixa no perfil de trabalho da Deloitte, mas cuidado na hora de escolher o presente da Sonia…  http://www.raptmedia.com/customers/deloitte/

Gostou desse artigo? Aproveite para assinar a newsletter da Target Multimídia e receba materiais relevantes em primeira mão. ?

2017-12-20T14:17:41+00:00julho 19th, 2017|Novidades|0 Comentários

Deixar Um Comentário