Início>Posts>E-learning, Educação Corporativa, Novidades>E-learning: uma alternativa para engajar em tempos de home office

E-learning: uma alternativa para engajar em tempos de home office

Os efeitos da pandemia do Coronavírus não afetam apenas os infectados. Com o distanciamento social necessário para conter o avanço da Covid-19, nossas rotinas profissionais e vida social precisaram ser ajustadas em prol de um bem maior.

Na tentativa de conter o avanço da contaminação, governos e empresas ao redor do mundo têm decidido pelo fechamento de espaços com grande aglomeração, como: restaurantes, casas de shows, escolas, etc .

Este estado de quarentena pode culminar em uma grande crise econômica que força as companhias a pensarem fora da caixa. São nas grandes crises que temos a oportunidade de repensar e reestruturar a forma com que fazemos as coisas. 

Como engajar os meus colaboradores nessa situação? 

Quais recursos posso oferecer para que eles permaneçam ativos e alinhados com os objetivos da companhia? 

Tais questionamentos são importantes para lideranças e empresas sérias que, mesmo em uma situação inusitada, querem proporcionar aos seus colaboradores a possibilidade de crescimento profissional.

A resposta dessas perguntas podem estar no EAD – o ensino à distância.

Transformar esse período conturbado em algo proveitoso para os colaboradores será o grande desafio dos líderes e das companhias. 

E qual a melhor maneira de fazer isso, senão investindo na capacitação da equipe?

Treinamentos e-learning podem ser acessados de qualquer lugar e necessitam apenas de internet. Quando o e-learning é alinhado com uma estratégia eficiente de aprendizado e levando em conta o cenário de distanciamento social, um dos principais resultados que podemos obter é o engajamento do colaborador com os objetivos estratégicos da empresa, sem perder em produtividade e qualidade das entregas no home office, por exemplo.


Quais treinamentos oferecer?

 

Hoje, especialmente, muito se fala sobre nossas vidas sociais, colaboração e empatia pelo próximo. Essa pode ser a deixa necessária para fazer com que a equipe revisite o código de conduta da empresa sob uma nova ótica. Explorando o contexto atual, temos uma ótima oportunidade para falar das atitudes coletivas e como elas afetam o mundo e a companhia. É unir o tema em voga com a visão da empresa sobre comportamento e atitudes!

Também estamos sendo impactados o tempo todo por normas de higiene, saúde e proteção. Se faz sentido ao segmento, um treinamento de Saúde e Segurança do Trabalho é um tema interessante. É o momento mais que propício para relembrar aos colaboradores sobre dicas de saúde e higiene que, mais do que nunca, eles precisam se atentar para resguardar a própria vida.

Mesmo com todos os noticiários nos informando sobre a necessidade do distanciamento social, vemos algumas pessoas que teimam em desrespeitar essa orientação. Pílulas de conteúdo, que exploram o microlearning, para um tema bem específico, podem ser uma boa solução para falar, por exemplo, sobre home office e o porquê do distanciamento social nesse momento.

Existe uma enorme possibilidade de temas, mas eles precisam estar adequados ao cenário da sua empresa, principalmente com o momento atual, além também da visão e valores. O treinamento é uma opção para esse período, mas se ele for chato, vai ser só mais uma obrigação, sem engajamento, e a mensagem não será transmitida com sucesso.

 

Como deixar um treinamento E-learning mais interessante?

 

A primeira coisa que você precisa levar em consideração é a densidade do conteúdo e quais as possibilidades de transformá-lo em algo dinâmico e criativo. 

Parece complicado? Existem alguns recursos que podem facilitar este processo:

 

1. Gamification

Gamification remete ao uso das mecânicas e características provenientes de jogos para facilitar a aprendizagem das pessoas. No mundo corporativo, pode engajar, motivar e ajudar em processos como o da tomada de decisão.O desenvolvimento de treinamentos eficazes é um desafio constante, pois não é fácil manter os colaboradores interessados e, além disso, obter os resultados desejados. Com uma pegada parecida com a de games, esse recurso cumpre bem a função de engajar e prender a atenção em um treinamento.

2. Microlearning

Microlearning é fracionar o conteúdo em pequenas porções que serão consumidas em curtos espaços de tempo. É uma ótima maneira de reter a atenção já que o tempo dedicado àquele conteúdo é menor e mantém o aluno o mais concentrado possível. Uma característica deste recurso é ‘ir direto ao assunto’, sem floreios ou redundâncias. Assim, os colaboradores absorvem a mensagem de uma forma direta e sem distrações, comuns em treinamentos longos e maçantes.

3. Conte com quem sabe criar treinamentos criativos! 

Em momentos de crise, o que as companhias precisam é de agilidade e assertividade em todos os processo. O que não será diferente para os treinamentos corporativos. Por isso, é extremamente importante que você possa contar com quem já tenha experiência em criar treinamentos de sucesso – é o que fazemos na Target há mais de 20 anos.

 

Quando você confia em um parceiro e na qualidade da entrega, você pode se dedicar à outros etapas importantes do processo, como por exemplo, a criação do conteúdo técnico que será transformado em um próximo treinamento. Fora que, sem a orientação e expertise de um Designer Instrucional, o tiro pode sair pela culatra e, ao invés de engajar e oferecer uma oportunidade de crescimento profissional ao seu colaborador, pode desengajar ainda mais o profissional remoto.

Não deixe de conversar conosco. Podemos ajudá-lo a superar esse momento crucial para sua carreira:


 

 


 

2020-03-23T15:13:37-03:00março 23rd, 2020|E-learning, Educação Corporativa, Novidades|0 Comentários

Deixar um comentário

Ir ao Topo