>>>Recursos digitais e metodologias para educação corporativa: qual escolher?

Recursos digitais e metodologias para educação corporativa: qual escolher?

A educação corporativa é um projeto de formação desenvolvido pelas empresas para institucionalizar uma cultura de aprendizagem contínua, permitindo que seus colaboradores adquiram competências vinculadas às estratégias do negócio. Mas quais recursos digitais ou metodologia é o melhor para a o seu negócio?

A resposta dependerá de outra escolha inicial. Mais precisamente de uma das três modalidades de educação corporativa: presencial, on-line ou blended. Esta última se refere ao ensino híbrido, um modelo de aprendizagem promissor que alia educação a distância com atividades presenciais.

A partir da definição da modalidade de educação corporativa, você terá à disposição diversos recursos digitais e metodologias. Portanto, eleger a modalidade ideal e viável é um processo que deve passar pelos objetivos que atendam, de maneira equilibrada, tanto a empresa quanto seus profissionais.

Nós o ajudaremos nesse processo, mostrando alguns recursos digitais e metodologias, suas vantagens e como podem ser bem aproveitados em treinamentos.

Vídeos

Recurso que transmite, com bastante facilidade, de teorias simples a conceitos abstratos. Uma vez que é audiovisual, estimula o interesse das pessoas e pode transformar seu treinamento em uma experiência única de aprendizagem.

Quem nunca pesquisou no YouTube como fazer alguma coisa?

Por meio de vídeos, é possível apresentar entrevistas, palestras, passo a passo de atividades, estudos de caso, simulações de sistema e outros conteúdos lúdicos que aumentam o nível de atenção para o que é apresentado.

Essa também é uma forma de gerir o tempo, ampliar o alcance e reduzir custos, porque a contratação de um profissional para conduzir o treinamento envolve deslocamentos, hospedagem e outras despesas.

E-learning

Também chamado de ensino a distância, o e-learning é um recurso digital utilizado em educação corporativa não presencial. Seu processo de aprendizagem ocorre com o auxílio dos meios eletrônicos, principalmente a internet.

Existem modos diferentes de se aplicar e-learning:

  • Síncrono: modo mais parecido com o ensino presencial, pois condutor e colaborador podem interagir, por exemplo, por chat ou videoconferência.
  • Assíncrono: a interação não acontece em tempo real. E-mail e fórum de discussão são bons exemplos desse tipo de e-learning.
  • Autoaprendizagem: o colaborador recebe o conteúdo e estuda sozinho a partir dos conteúdos disponibilizados.

Hoje, com o avanço da tecnologia, podemos incluir no e-learning, vídeos, animações, infográficos interativos, atividades gamificadas e vários outros recursos digitais criativos que nos ajudam bastante na retenção da atenção e facilitam o aprendizado.

O e-learning tem acesso facilitado, pois basta ter uma conexão à internet. O ritmo das aulas e aprendizado podem ser definidos pelo colaborador, possibilitando uma experiência que respeita os limites de cada indivíduo.

Gamificação

Outro recurso digital que pode ser aplicado às três modalidades de educação corporativa é a gamificação. No contexto educacional e empresarial, ela vem sendo explorada de forma bastante proveitosa.

Aqui, com a criação de jogos corporativos, ensinamos aos colaboradores habilidades, competências e conceitos que contribuem para a realização de objetivos organizacionais em um ambiente sem riscos.

Como traz uma experiência de entretenimento, sua empresa consegue estimular uma competição saudável que premia de forma clara e imediata quem alcança o resultado esperado. Dependendo da proposta, pode estimular o trabalho em equipe.

Mobile Learning

Já o mobile learning é a versão móvel do e-learning, pois seu colaborador utiliza dispositivos como smartphones e tablets, que podem ser levados para onde quiser — permitindo uma aprendizagem que vai além da sala de aula.

O mobile learning transforma os treinamentos em um “conteúdo portátil”, pois está em um dispositivo de fácil acesso e possibilita a interação nas mais diversas situações.

Assim como no e-learning, os dados obtidos por meio do mobile learning são totalmente mensuráveis e podem servir de base para decisões futuras. Além disso, estimula o autodidatismo e a entrega de conteúdos feitos sob medida para cada grupo de colaboradores.

Rapid Learning

A correria dentro e fora das empresas estimularam a criação de um método interessante, o rapid learning. Pessoas têm pressa — e sua corporação também, afinal, deseja alcançar os resultados o quanto antes.

Traduzindo, o rapid learning é um tipo de curso rápido e que atende a objetivos específicos. Enquanto o e-learning pode oferecer um curso de 1 hora de duração, o rapid learning entrega pílulas de conhecimento para suprir necessidades imediatas.

O rapid learning pode ser implementado para conteúdos complementares, ou quando há urgência em um aprendizado, como em uma mudança pontual de legislação ou em uma parte de um sistema. Para situações mais complexas, recomendamos metodologias mais completas.

Webinar

O webinar é um seminário on-line sobre determinado assunto. Ele é transmitido ao vivo e, se for do interesse da empresa, sua gravação pode ser disponibilizada na intranet ou qualquer outro canal de comunicação.

Essa transmissão ao vivo tem uma vantagem: permitir uma comunicação rápida e efetiva com diversas pessoas. Seu CEO, por exemplo, pode fazer uma reunião semanal sobre os resultados da empresa e alcançar todas as unidades espalhadas pelo país.

O recurso audiovisual de um webinar é muito eficiente, pois possibilita que uma figura conhecida por todos os colaboradores assuma a conferência. Além disso, diferentemente de outros, este possui baixo custo, mas exige preparo.

Podcast

O podcast é um recurso que vem mudando os métodos de ensino nas organizações. Distinto do audiovisual, ele é recomendado para o colaborador que é mais auditivo, que pode aprender a partir de uma mensagem falada, até mesmo no deslocamento casa-trabalho, trabalho-casa, por exemplo.

Inspirado nos programas de rádio, o podcast é um arquivo de áudio simples, prático e que pode ser ouvido a qualquer hora no computador, smartphone ou tablet. Ele pode ser aliado de outros, como o rapid learning.

Resumos, orientações, debates e mensagens motivacionais também podem ser entregues via podcast. Além disso, esse recurso pode complementar o que foi apresentado nas modalidades presencial ou on-line.

Complementando cada recurso

Algumas técnicas podem ser aplicadas aos diferentes recursos digitais aqui apresentados. Uma delas é a decision making.

Os conteúdos de educação corporativa são instrumentos que conseguem apoiar o processo de tomada de decisão, tornando os colaboradores mais independentes. No entanto, é preciso direcionar para a decision making.

Isso significa apresentar e desenvolver competências estimulando a tomada de decisões. E isso pode ser feito por meio de outro complemento, o storytelling.

A arte de contar boas histórias ou de prender a atenção de alguém por meio de uma narrativa instigante é a técnica de storytelling. Por meio dela, qualquer um dos recursos audiovisuais apresentados pode se tornar mais interessante e transmitir o conhecimento de um jeito eficaz.

A escolha do recurso audiovisual para educação corporativa deve ser feita respeitando os limites da organização e de seus colaboradores. Avalie custos e fornecedores para obter uma proposta completa que atenda todos do melhor modo.

Inscreva-se em nossa newsletter e receba por e-mail conteúdos atualizados sobre educação corporativa e suas vantagens!

2019-10-03T12:43:50-03:00setembro 26th, 2019|Treinamento|0 Comentários

Deixar Um Comentário