>>>12 motivos para implementar o microlearning no onboarding

12 motivos para implementar o microlearning no onboarding

Métodos de microlearning no onboarding podem apresentar aos novos colaboradores como e porque suas funções são relevantes para a organização. Eles auxiliam esses processos por meio do compartilhamento de informações em doses menores, para evitar sobrecarga.

Como o onboarding busca imergir esses profissionais na cultura da empresa, o microlearning funciona como um complemento ideal, pois contribui diretamente para a ambientação por meio de pequenos estímulos que geram confiança.

O microlearning também pode abrir portas para que seja estabelecida uma relação forte e duradoura entre empresa e colaboradores por meio da cultura do feedback — que pode ser mais frequente e pontual.

Listamos 12 motivos para implementar microlearning no onboarding e você pode conhecê-los a seguir.

1. Rápido para produzir

Essa forma de ensino de curta duração é mais fácil e rápida de produzir, pois geralmente é focada em um único objetivo. Os conteúdos são pequenos e explicam termos, conceitos e práticas em poucos minutos.

Há todo o trabalho da equipe que produz o conteúdo, mas como é mais enxuto, acaba sendo feito com mais rapidez — algo importante para o onboarding, que tem necessidades que devem ser supridas o quanto antes.

2. Produção sob demanda

Como é mais rápido e fácil de produzir, o conteúdo de microlearning no onboarding atende bem demandas pontuais. Qualquer área ou departamento pode solicitar conteúdos focados em determinados assuntos.

Com a praticidade da produção, os materiais e treinamentos de microlearning podem ser personalizados e adaptados às diferentes realidades e necessidades que existem na organização.

3. Agilidade na aprendizagem

O microlearning no onboarding oferece ainda agilidade nos processos de aprendizagem, pois seus conteúdos são compactos e de fácil compreensão. Em vez de entregar um calhamaço de textos ou mesmo vídeos longos e cansativos, as informações podem ser liberadas em pílulas de aprendizagem de fácil absorção.

Para o novo colaborador, isso é importantíssimo. Ele se encontra em um ambiente desconhecido e está preocupado em demonstrar sua eficiência. Logo, conteúdos fáceis de serem absorvidos geram autoconfiança e agilizam o aprendizado.

4. Resultados imediatos

Pequenas lições de microlearning no onboarding surtem resultados imediatos, pois são facilmente aplicáveis. Um conceito curto pode ser apresentado, entendido e convertido em ação em pouquíssimo tempo.

Outro ponto positivo é a facilidade que esse tipo de aprendizagem tem em relação ao compartilhamento com colegas de trabalho. Eles são mais fáceis de serem passados adiante, estimulando a troca de conhecimento e a formação de multiplicadores.

5. Fácil segmentação

Destacamos ainda a fácil segmentação que o microlearning no onboarding possui. Uma vez que seu objetivo está bem especificado, torna-se mais prático direcioná-lo para um público bem determinado e que possui características únicas.

Esse tipo de método é diferente de treinamentos generalistas, pensados em todos os colaboradores da organização. Logo, ficam mais evidentes nos materiais de microlearning aspectos como o tom de voz, essencial para o fácil entendimento.

6. Conteúdo sempre atualizado

Vivemos em uma era digital, na qual as surgem informações a todo instante e, em relação às existentes, ocorrem transformações. Isso gera a necessidade de adquirir conteúdo sempre atualizado — uma demanda que o microlearning supre.

A rapidez com a qual os conteúdos podem ser produzidos contribui com a constante atualização. Torna-se mais fácil, para as empresas, manterem seus treinamentos de onboarding sempre condizentes com a realidade.

Conteúdos atualizados influenciam positivamente na capacidade de adaptação dos novos colaboradores à organização. Eles aprendem as práticas mais recentes e, rapidamente, estão aptos a entregar o resultado esperado.

7. Aumento na produtividade

O microlearning no onboarding promove alto impacto nos resultados de todos. Do ponto de vista do novo colaborador, ele recebe o treinamento adequado para iniciar suas atividades de modo alinhado com o que a corporação espera.

Por outro lado, sob a ótica da área de Recursos Humanos, você atingirá objetivos de modo mais rápido e com grande destaque dentro da empresa. Trata-se de um esforço que tende a ser reconhecido, pois apresenta resultados imediatos.

8. Desenvolve competências e habilidades

Em vez de esperar alguns meses de atuação do novo colaborador para direcioná-lo para o desenvolvimento de competências e habilidades, isso pode ser iniciado durante o onboarding, por meio de ações de microlearning.

Os treinamentos mais curtos podem evidenciar as competências e habilidades requeridas para que cada profissional busque o desenvolvimento desde o início. Elas podem ser apresentadas de forma direta, deixando claro o que a organização espera de cada indivíduo.

9. Alta disponibilidade

O formato microlearning possui alta disponibilidade, pois permite que o trabalhador acesse o treinamento no momento que precisa da informação — sem a necessidade de passar por um conteúdo extenso.

Para o colaborador que acabou de chegar na companhia, o microlearning no onboarding é uma ferramenta altamente eficiente, pois ajuda a sanar dúvidas de maneira independente e responsável.

10. Personalização do microlearning no onboarding

Os treinamentos de microlearning possuem informações específicas e direcionadas que facilitam o processo de personalização. Conteúdos feitos sob medida é uma vantagem que contribui com seu diferencial competitivo, pois atendem diferentes necessidades.

Diante de um mercado cada vez mais dinâmico e que muda com facilidade, a velocidade com a qual sua organização consegue tratar necessidades pontuais revela o nível de capacidade para atender o público e enfrentar os concorrentes.

11. Variada oferta de formatos

Vídeos, animações, infográficos, podcasts, games e pequenas simulações são apenas alguns dos formatos de microlearning no onboarding. Essa variedade de tipos de treinamento favorece o engajamento das pessoas e a assimilação de informações.

Cada formato pode ser utilizado em um momento específico do onboarding, como o primeiro dia, no qual o novo colaborador conhece as dependências da empresa e é apresentado aos colegas e primeiros processos.

12. Redução de custos

Todos os motivos citados até aqui culminam neste: a redução de custos. Sua empresa capacita mais rapidamente os novos colaboradores por meio do microlearning no onboarding e, em troca, obtém maior produtividade e engajamento.

Ou seja, esses profissionais se sentem mais autoconfiantes e preparados, reduzindo a possibilidade de haver insatisfações — que a curto e médio prazo, se transformam em absenteísmo e rotatividade.

O microlearning no onboarding deve ser utilizado para complementar seu programa de educação corporativa, criando um acervo de informações importantes que podem ser consultadas a todo instante.

Mas não é porque esse formato é pequeno e rápido de produzir que você deve deixar de lado seu planejamento. Estabeleça objetivos e defina o que quer alcançar. E conte com um parceiro com conhecimento na área para auxiliá-lo.

A Target Multimídia está pronta para essa parceria e convida você a conhecer a ambientação multimídia feita na VLI Logística. Veja como essa solução inovadora facilitou o treinamento de colaboradores.

2019-10-03T12:41:25-03:00setembro 5th, 2019|E-learning|0 Comentários

Deixar Um Comentário