>>>Andragogia na prática: 5 fatores importantes para utilizá-la na Educação Corporativa

Andragogia na prática: 5 fatores importantes para utilizá-la na Educação Corporativa

O ensino para adultos ainda é visto por algumas pessoas como algo chato e pouco eficiente, e esse continua sendo um dos grandes desafios da Educação Corporativa. Por muito tempo, tentou-se aplicar modelos de ensino baseados em conceitos de Pedagogia, que não funcionam bem para indivíduos já formados. A Andragogia, ciência focada na orientação da aprendizagem adulta, tem contribuído para que os programas de treinamento nas empresas sejam mais atrativos e eficazes.

Uma das indicações mais fortes da Andragogia é que a responsabilidade pelo aprendizado deve ser compartilhada com as pessoas. A construção conjunta do conhecimento, com a participação ativa dos colaboradores, gera maior engajamento e aumenta a relevância dos conteúdos tratados. Esse posicionamento coloca cada colaborador como protagonista do seu próprio desenvolvimento, beneficiando a si mesmo e ao negócio.

Apresentar novas informações para adultos requer o entendimento de algumas características próprias de quem já atingiu a maturidade. Por isso, usar a Andragogia a favor da Educação Corporativa significa aproveitar as oportunidades que esse perfil de público oferece.

Destacamos aqui 5 fatores importantes sobre Andragogia que você deve considerar:

1) Autoconhecimento

Na medida em que uma pessoa amadurece, seu entendimento sobre a própria personalidade tende a torná-la autogerenciável.

Assim, a instrução deve permitir que os colaboradores descubram caminhos por si mesmos, sem depender de terceiros.

Ao expor situações que culminam, por exemplo, em árvores de decisões, estimula-se a capacidade de tomar atitudes a partir do pensamento crítico.

Nesse sentido, recursos digitais interativos como Videoaulas e Gamification são capazes de promover análise e prática, simultaneamente.

Andragogia e o Autoconhecimento

2) Experiência de aprendiz

As experiências acumuladas ao longo da carreira tornam o adulto mais disposto a aprender com atividades práticas do que com teoria.

A Andragogia sugere a apresentação de desafios condizentes com as atividades reais do dia a dia, o que contribui em muito para a aprendizagem dos colaboradores.

Assim, é importante oferecer recursos que estimulem ações físicas, como simulações de atividades. Isso pode ser feito com recursos de vídeos interativos, jogos, ou até mesmo fotografias e ilustrações.

O mais importante é estimular vínculos emocionais com cenários realistas e relações objetivas de causa e efeito.

Andragogia e a Experiência de aprendiz

3) Disponibilidade para contribuir

Ao compreender como a aprendizagem o ajudará a melhorar a sua vida – e as de outras pessoas – o adulto reconhece mais valor no conhecimento.

Para isso, é fundamental apresentar informações sobre a necessidade de saber determinado conteúdo. Por que você está me ensinando isso? Para quê? Como?

Andragogia e a Disponibilidade para contribuir

4) Orientação para execução

Nossa perspectiva temporal muda durante o nosso crescimento. As aplicações imediatas passam a ser mais importantes que os planos futuros.

Assim, os adultos canalizam o seu foco para o problema – e não apenas para o conteúdo.

Os colaboradores tendem a ​​absorver assuntos que tenham aplicação imediata em seu trabalho.

Por isso, um treinamento baseado na Andragogia, deve ser orientado por tarefas a serem executadas, ao invés da simples memorização.

Orientação para execução

5) Motivação para aprender

Para o adulto, a motivação para aprender é interna. Ela não depende de cobranças externas. Ele aprenderá apenas se quiser aprender, pois têm responsabilidade integral sobre suas próprias decisões.

Então, a primeira tarefa de um instrutor, seja no presencial ou digital, é ajudar os colaboradores a perceberem que a resolução de problemas nos treinamentos lhes dará mais confiança para executar seus trabalhos.

A Andragogia sugere um “contrato de aprendizagem”, colocando o colaborador no papel de empreendedor. Ele deve se sentir livre para errar, explorar alternativas de soluções e participar nas decisões da empresa. Um bom treinamento corporativo deve intercalar execuções e feedbacks. Atividades interativas com trilhas de aprendizagem são ótimas ferramentas para essa finalidade.

Andragogia e a Motivação para aprender

Métodos Andragógicos têm sido utilizados por empresas de todos os portes, no mundo inteiro. Estão sendo aplicados em diversos setores, como planejamento estratégico, marketing, comunicação, processos operacionais, de qualidade, entre outros. As empresas que já perceberam as oportunidades da aprendizagem adulta, estão oferecendo programas de formação que transformam seus colaboradores em facilitadores.

Se a sua empresa também deseja aplicar a Andragogia para treinamentos, nós podemos ajudar. A Target desenvolve soluções digitais para a Educação Corporativa há 20 anos, buscando entregar aos colaboradores os estímulos certos para crescer profissionalmente, em sinergia com os objetivos de cada negócio. Quer saber mais?

Fale com Target!

2018-08-02T10:50:35+00:00agosto 2nd, 2018|E-learning|Comentários desativados em Andragogia na prática: 5 fatores importantes para utilizá-la na Educação Corporativa