>>>Microlearning: como usá-lo para alcançar os seus objetivos de treinamento

Microlearning: como usá-lo para alcançar os seus objetivos de treinamento

Quando o Microlearning foi criado, seu significado veio com a tradução literal de “pequeno aprendizado”. O termo logo chamou a atenção dos Designers Instrucionais e profissionais de RH das empresas.

Ele foi visto por muitos como o método “salvador da pátria” no mundo dos treinamentos. Afinal, já se sabia que a memória humana só pode absorver pequenas porções de informações por vez.

O que o Microlearning nos apresentou, e continua confirmando, é que a divisão dos conteúdos em porções menores é muito positiva. E que essas porções podem, ou não, serem vistas em sequência.

O mais importante é que um raciocínio completo, de cada um dos conhecimentos passados, seja apresentado em poucos minutos e com objetivos de compreensão bem definidos.

Manter o colaborador o mais concentrado possível em um único conteúdo por vez. Ir “direto ao assunto”, sem rodeios, apresentando tudo da forma mais clara e objetiva que conseguirmos.

Microlearning dentro dos treinamentos

O Microlearning trata os conteúdos como unidades independentes de aprendizado. Tópicos específicos dentro do contexto geral do treinamento. Em vez de contar histórias longas, precisamos atender a uma necessidade específica por vez.

Cada micro-conteúdo deve ter sua própria introdução, objetivo, uma demonstração resumida de “como fazer” determinada atividade, e uma conclusão objetiva. Para isso, podemos considerar 4 aspectos básicos: “o quê”, “por quê”, “como” e “para quê”.

Assim, independente do colaborador acessar um conteúdo isolado em um dia, ou seguir um
Programa de Treinamento inteiro, de forma linear, absorverá conhecimentos completos.

Além disso, os micro-conteúdos podem ser usados ​​para oferecer auxílio de aprendizado. Permitem acessos pontuais no momento em que ocorrer uma dúvida, ou surgir uma necessidade de consulta, por exemplo.

Aproveite para conferir 5 dicas para melhorar o seu E-learning.

Vídeos como ferramentas de Microlearning

Os vídeos se tornaram um dos maiores aliados do Microlearning. Aqui na Target, trabalhamos com essa solução aplicada a treinamentos há muitos anos. E vemos, todos os dias, o quanto a metodologia tem influenciado a forma de produzi-los.

A premissa do Microlearning é a de que menos é mais. Os recursos audiovisuais devem ajudar a contar a história. Assim, concentramos a narrativa nas informações mais relevantes, evitando detalhes desnecessários.

Se você acredita que algumas informações complementares são fundamentais, sugerimos, em alguns casos, que sejam entregues com recursos adicionais.

Podem ser textos de apoio, links, infográficos interativos, ou até mesmo áudios por WhatsApp, gamification, infográficos interativos e atividades de fixação.

Principais benefícios do Microlearning

A agilidade que o Microlearning propõe é muito positiva tanto para as empresas quanto para os colaboradores. Uma nova ótica sobre o consumo dos conteúdos, com o conceito de aprendizado just-in-time.

Mais um aspecto de democratização é que os conteúdos de Microlearning podem ser disponibilizados em vários tipos de mídias. Computadores convencionais, ou também dispositivos móveis, como tablets ou smartphones.

Assim, é possível disseminar conhecimentos específicos em poucos minutos. E os conteúdos que forem definidos como prioritários dentro das estratégias do negócio podem ser divulgados instaneamente.

O Microlearning oferece ainda a possibilidade de que cada pessoa escolha seus próprios caminhos para se aprofundar em um tema.

Segue também as instruções da Andragogia, ou ensino para adultos, que coloca o colaborador como protagonista do seu desenvolvimento pessoal.

A ideia é ensinar tópicos específicos, que naturalmente levarão a necessidades de aprofundamento. Assim, cada micro-conteúdo, além de entregar um raciocínio completo, atuará como incentivo para que o colaborador busque mais informações, por outras vias.

Micro-conclusões

– Subdivisão dos conteúdos;
– Ir “direto ao assunto”;
– Raciocínios completos a cada porção de conteúdo;
– Atender a uma necessidade de aprendizado de cada vez;
– 4 aspectos básicos: “o quê”, “por quê”, “como” e “para quê”;
– Aprendizado just-in-time;
– Menos é mais.

Há muito a ser dito sobre as aplicações do Microlearning para a Educação Corporativa, e também sobre os benefícios de utilizá-lo em diferentes tipos de treinamento.

Se você tem interesse em trabalhar com essa solução na sua empresa, nós podemos ajudar. Entre em contato e fale com um especialista!

Fale com Target

2018-09-05T20:59:10+00:00agosto 30th, 2018|E-learning|0 Comentários

Deixar Um Comentário